Mario Cunha, Músico, Professor, Comendador, Palestrante e Diretor | Ano3 Nº16 – Inspiração nova para 2000 INOVE
370
post-template-default,single,single-post,postid-370,single-format-standard,edgt-core-1.2,ajax_fade,page_not_loaded,,vigor-ver-1.12, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Ano3 Nº16 – Inspiração nova para 2000 INOVE

Ano3 Nº16 – Inspiração nova para 2000 INOVE

Inspiração nova para 2000 INOVE

Nós empreendedores temos sempre quebuscar novas forças, novos conceitos e novos desafios e sempre pensar como os“campeões“ em qual será o nosso próximo desafio, pois, quando seconquista um objetivo, já pensamos no seguinte. Na verdade, isso é natonaqueles que, de fato, são idealistas e visionários, e que têm uma atitudevencedora, sendo um verdadeiro empreendedor de sucesso.

Fala-se muito em crise nos dias dehoje, mas falava-se também no passado e sempre haverá crises e mais crises.Portanto, é hora de arregaçar as mangas e apostar, inovar e,sobretudo, acreditar em sua missão e visão, fazendo com que elas serealizem. Como já mencionei nas colunas anteriores, tome atitudes e ações paravencer sempre com determinação e ética.

O risco, a oportunidade e os novosdesafios são os elementos básicos da crise, porque em meio a ela, você deve deaproveitar ao máximo para arriscar e criar e/ou aproveitar asoportunidades  e, com isso, ter saídas múltiplas para vencê-la. Destaforma, a crise será apenas mais uma das muitas que virão, e que, uma a uma, comcerteza, irá vencer e driblar.

O mundo muda muito rápido: novasconcepções, novas metas… E nós, diretores e gestores de escolas, precisamosnos manter atentos a isso e conscientes do momento em que vivemos, perguntandosempre o que mais é possível para atender e fazer o nosso aluno/cliente feliz erealizado.

É preciso se manter no rumo certo,com organização, simplicidade e bom senso, aplicando  o que aprendemos eenxergamos de fato, para conseguirmos ultrapassar os mais diferentes obstáculose gerar novas expectativas em nosso corpo docente e discente fazendo, assim,com que todos participem do processo de atualização e de busca pelos desafioseducacionais a que nos propomos.

Para este ano, vamos nos preocuparem ter um crescimento sustentável, analisando quais os fatores que podem serúteis neste processo, focando a sua missão, valorizando todos os envolvidos naempresa, revendo fatores estruturais, financeiros, econômicos e melhorando ascondições de trabalho de todos. Para isso, devemos investir em reciclagem emudanças necessárias, de forma que todos participem do processo de gestão,assim, o sucesso coletivo virá.

Busquem atender o melhor possível oseu aluno/cliente e procurem medir o grau de satisfação do seu funcionário,professor, aluno, pais, amigos e músicos, criem e tenham um mecanismo paraavaliar esse aspecto tão importante e necessário hoje e sempre. A crise maiornão está no mercado, mas sim na incapacidade de criar, avaliar e evoluir.

Prof. Antonio Mario Cunha
Diretor do Souza Lima Ensino de Musica,
Conservatório e Faculdade Internacional