Mario Cunha, Músico, Professor, Comendador, Palestrante e Diretor | Antônio Mário Cunha – Diplomata da música
51253
post-template-default,single,single-post,postid-51253,single-format-standard,edgt-core-1.2,ajax_fade,page_not_loaded,,vigor-ver-1.12, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

Antônio Mário Cunha – Diplomata da música

Antônio Mário Cunha – Diplomata da música

O Souza Lima Ensino de Música almeja sempre melhorar a qualidade do ensino aos seus alunos e também proporcionar diversas oportunidades na carreira internacional de seus músicos. Pensando nisso, anualmente, a direção da escola sai para participar de diversos eventos pelo mundo, levando junto a música brasileira e a tradição do Souza Lima.

Neste ano, o Presidente do Souza Lima Ensino de Música, Antônio Mário, e o vice-presidente e coordenador pedagógico da Faculdade Souza Lima, Lupa Santiago, participaram de três eventos muito importantes para a escola e para nossa música. Nesta entrevista, Antônio Mário nos conta um pouco sobre estes importantes encontros e congressos ocorridos em junho deste ano em três países diferentes da Europa.

Como foi a participação do Souza Lima no BIN (Berklee International Network)?
Antônio Mário Cunha – Fomos ao BIN, onde bianualmente acontecem reuniões das escolas participantes. Encontramos com vários colegas de várias escolas de todos os países. Em média, são 18 países. Este ano foi em Valência, na Espanha. A Berklee tem um campus novo lá muito bonito, parece o nosso Memorial da América Latina, o novo campus da Berklee está sediado dentro deste espaço. Um local fantástico.

Discutimos vários assuntos, de divulgação das escolas do BIN, novos cursos que estão sendo feitos em Valência. Em especial para o Souza Lima, foi muito legal por vários momentos importantes. Nós fizemos a apresentação dos 30 anos da escola e exibimos osdepoimentos da nossa festa. Outro momento importante foi quando falamos sobre oCLAEM/ALAEMUS. Todos estão enaltecendo muito esta atitude.

Os congressos do CLAEM envolvem diretores, professores, músicos, estudantes, convidados de todos os países. Inclusive, convidaram todas as escolas do CLAEM para participarem do BIN.

De certa forma, nós, do Souza Lima, fomos vedetes do BIN de Valência porque tínhamos os depoimentos, os 30 anos de história, o CLAEM que foi fundado pelo SL e ainda fechamos o projeto Berklee On the Road. Neste projeto, serão três professores da Berklee e um do Souza Lima Ensino de Música. Estes quatro farão um curso de três dias, em média com 8 horas/aula, mais shows em todas as noites. No final, os participantes terão um certificado da Berklee e do SL.

 

Este é um curso muito requerido por todos os parceiros da Berklee e o SL conseguiu trazê-lo para o Brasil, exclusivamente para São Paulo. A América Latina será toda convidada para este curso, que acontecerá entre os dias 1 e 4 de novembro. Já estamos organizando e fazendo anúncios do evento. É um curso de improvisação e composição que irá atender uma boa gama de músicos da área contemporânea. Assim, tivemos uma participação bastante especial.

Também aconteceu uma homenagem ao Larry Monroe, o fundador do BIN, há mais de 15 anos e também foi um dos fundadores da Berklee de Valência. Outro comentário importante foi o Lolla Palooza, que já existe há muitos anos nos Estados Unidos. Acontece no México agora no Brasil também. O Souza Lima foi convidado para participar, nós levamos uma banda de alunos.

Como foi a visita a Advanced Music?
Antônio Mário – Nós fizemos uma visita de dois dias à nossa parceira, Advanced Music, que fica em Rotemburg, na Alemanha. Lá, nós conversamos sobre a possibilidade de continuarmos as nossas edições internacionais. Isso foi muito legal porque colocamos mais quatro livros dentro deste projeto. Hoje, temos vários livros editados em cinco idiomas, distribuídos para o mundo todo, através da Advanced Music. Vamos fazer agora, Novo Dicionário de Acordes para Guitarra e Violão, do Lupa SantiagoO Choro: Conceitos básicos para improvisação e interpretação, do Pedro RamosContrabaixo Brasileiro, do Sizão Machado e o Songbook do Roberto Menescal, que ainda será lançado no Brasil.

Como foi a participação do Souza Lima no IASJ (Internacional Association of School of Jazz)?
Antônio Mário – Este foi o terceiro compromisso, em Graz, na Áustria para a IASJ. Foi muito interessante, em especial o show dos professores, que muito bom. Eu fiquei impressionado. No IASJ também tivemos uma participação interessante, porque mais uma vez, fomos homenageados em alguns momentos peloDavid Liebman, relembrando o IASJ de 2011 no Brasil. Houve várias homenagens ao nosso país, pela boa recepção, demonstrações de carinho por parte de muita gente de vários países.

Nós fizemos rapidamente uma apresentação da escola e o CLAEM foi pontuado novamente como uma grande atitude positiva ao ensino do jazz. Inclusive, algumas escolas do CLAEM estavam no IASJ. Na verdade, o Souza Lima pela sua atitude de agregar escolas, parceiros e países, está conseguindo fazer um intercâmbio entre os congressos. Está acontecendo uma interação muito grande entre os congressos. Isso é um ponto muito positivo.

Como os alunos do Souza Lima Ensino de Música podem desfrutar de todas estas parcerias?
Antônio Mário – No IASJ, nós enviamos uma aluna, Penélope Capillé Celano, aluna de canto e piano. Ela representou o Souza Lima no IASJ este ano. Com estes nossos intercâmbios, os alunos têm opções para realizarem intercâmbios internacionais. Por exemplo, agora, nós estamos redefinindo uma estratégia com a Suécia para os alunos estudarem lá por seis meses lá e já fechamos com o Didier Lockwood, em Paris.

Nós estamos fechando convênios para que os alunos possam migrar e intercambiar culturas. As escolas na Europa são mais baratas do que nos Estados Unidos, por exemplo. Todos os convênios e as parcerias que nós fazemos, visa que os alunos possam aproveitar. É mais para eles, mais para os músicos e para os professores do que para a direção. Estas parcerias são acadêmicas e educacionais.

Entrevista publicada originalmente em 13 de agosto de 2012