Mario Cunha, Músico, Professor, Comendador, Palestrante e Diretor | António Mário da Silva Cunha- Entrevista para Jornal Vitrine – 11/2004
535
post-template-default,single,single-post,postid-535,single-format-standard,edgt-core-1.2,ajax_fade,page_not_loaded,,vigor-ver-1.12, vertical_menu_with_scroll,smooth_scroll,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive
 

António Mário da Silva Cunha- Entrevista para Jornal Vitrine – 11/2004

António Mário da Silva Cunha- Entrevista para Jornal Vitrine – 11/2004

Antônio Mário Cunha

Vitrine


Carta de Agradecimento

Caro Mário,

Boa tarde.
Foi com satisfação que publicamos hoje uma entrevista que você concedeu para o nosso canal “Vitrine”. Queremos agradecer pela sua participação e também parabenizá-lo pela maneira clara e objetiva como expõe suas opiniões.

Mais uma vez, aproveito para agradecê-lo plea participação.

Aaron M.


Antonio Mário Cunha é um profissional de prestígio, no que se refere a ensino musical brasileiro. No comando do conceituado Conservatório Musical Souza Lima, da Faculdade Internacional de música Souza Lima & Berklee e da Souza Lima Produções, o também professor e comendador demonstra competência e uma exímia visão de mercado.

Sua escola possui excelente infra-estrutura – laboratórios, estúdios de gravação, videoteca, biblioteca, livros didáticos próprios, além de professores de alto nível técnico e pedagógico, alguns formados no Brasil e exterior, outros com destacadas carreiras nacionais e internacionais.

Reproduzimos, aqui, sua entrevista para o site Vitrine, onde o Professor conta um pouco da sua história e experiência profissionais.

1 – Conte um pouco sobre sua trajetória profissional.

Inicialmente, agradeço o convite ao site Vitrine – o Território da Música. Assumi a direção do Souza Lima, em 1982, embora ele já existisse desde 1968. Foi um inicio único, pois adquiri o nome da escola e comecei com os meus instrumentos pessoais – piano, orgão eletrônico, violão – e muita disposição para criar uma escola atuante e dinâmica, que crescesse a cada dia, fortificando a bandeira Souza Lima, que homenageia seu patrono, o músico e maestro Souza Lima. Felizmente, transformamo-nos em uma das maiores escolas de música do país e, em 2003, uma nova conquista foi criar a primeira Faculdade Internacional de Música, aqui no Brasil, em convênio com a prestigiada Faculdade americana Berklee College of Music, de Boston/ USA. Isso certamente vai propiciar a alunos brasileiros e latinos, estudo e formação musicais de alto nível…..

2 – Como você vê o atual cenário do ensino musical no país?

Poderia ser muito melhor, com ajuda dos governantes e mais sensibilidade, por parte dos dirigentes. Porém, procuramos compensar essa falta de apoio, oferecendo o que há de melhor e visando formar mais e mais talentos para o cenário musical. O Brasil, sabemos, tem grande potencial, nessa área, fato reconhecido internacionalmente.


3 – Na sua opinião, quais as necessidades e expectativas que compõem o perfil de um estudante de música, atualmente?

Qualidade de ensino é a maior procura, pois o ensino da música sempre foi e ainda é realizado de maneira muito empírica. Já é hora de pensarmos de maneira profissional e acadêmica. Na minha opinião, para ser um músico completo, o aluno deve ter algumas atitudes fundamentais – respeitar a todos os que já fizeram ou fazem a história da música e ouvi-los muito. Praticar mais ainda, conhecer, se expor musicalmente e aceitar que é preciso levar a sério o que se faz e com determinação. Somente assim estará preparado para o mercado, em suas diversas possibilidades e finalidades.


4 – Na sua opinião, qual a atual qualificação dos professores de música, no país?

Creio que, hoje, o mercado de trabalho está muito mais transparente e exigente e que os profissionais da área procuram se aperfeiçoar e melhorar, a cada dia. Porém, é preciso investir em níveis saudáveis de remuneração, que é a forma de melhorar a auto estima da categoria. Essa é a função dos dirigentes das instituições – estimular e praticar a realidade do mercado, de maneira efetiva e com muita responsabilidade.

5 – Ser um bom músico nem sempre significa ser um bom professor. Entretanto, há muitas ofertas de aulas particulares? Quais as conseqüências dessa concorrência informal?

Essa máxima é real e por isso deve -se respeitar e fortalecer as entidades de ensino do país. Precisamos diminuir aulas que não sejam dadas em escolas, ou seremos afetados por essa concorrência, que se torna desleal, na medida em que as instituições de ensino pagam impostos e têm despesas, mais os investimentos, sempre necessários, para continuar crescendo.

6 – Há muito se cogita a possibilidade de tornar o ensino musical, matéria obrigatória no ensino fundamental. Você teve aulas? O que acha disso?

Torço e participo de atividades para que isso volte, o mais rápido possível. Será benéfico para toda a sociedade e abrirá mais caminhos para novos talentos, pois disponibiliza oportunidades de conhecimento para os alunos. Além de melhorar a qualidade de vida cultural dos mesmos, certamente teríamos mais interessados nos cursos de música..

7 – Quais as suas expectativas de mercado para o próximo(s) ano(s)?

Sou sempre otimista e trabalho em prol do sucesso dos alunos, professores e de todos que procuram algo mais, em relação ao ensino da música. Procuro gerir tudo com muito profissionalismo, praticidade e com ideais e finalidades bem definidos.

Estamos num processo de constante evolução. Falando das metas, continuaremos com nossas Produções de Eventos nacionais e internacionais, nossos convênios com empresas do setor e outras, estabelecendo parcerias, a exemplo do Consulado Geral dos Eua, Prefeitura Municipal, Governo do Estado e outros. Seguem, também, o projeto de incentivo ao aluno, através das Bolsas de Estudos para o Souza Lima e a Berklee, e os investimentos, trazendo novidades para o departamento República Office; realizaremos novos cursos de Áudio, Concursos, Festivais e a Série Total, que faz muito sucesso, a nível nacional; há, ainda, os shows, recitais e participações de nossos alunos em eventos externos. Principalmente, continuaremos a oferecer estrutura física e de ensino de ponta, através do nosso corpo docente, funcionários, coordenadores e da nossa direção. Para maiores informações, acesse o site www.souzalima.com.br ou pelo tel 011 3884 9149.

Parabéns ao Vitrine, por mais essa iniciativa para aquecer o mercado cultural musical, para os seus visitantes e apoiadores, nesse verdadeiro compromisso de divulgar a Musica , linguagem universal e fantástica.